Dona Fifi aos 19 anos.

Apostilas eletrônicas de Dona Fifi
BARDEEN


O americano John Bardeen foi o único, até hoje, a ganhar dois prêmios Nobel de Física. Em 1956, ganhou o prêmio, juntamente com Walter Brattain e William Shockley (mais sobre esse cidadão, logo adiante), pela importantíssima invenção do transistor, sem o qual você não estaria agora diante desse computador pessoal. E, em 1972, ganhou de novo, com Leon Cooper e Robert Schrieffer, pela explicação teórica do fenômeno da supercondutividade, a famosa teoria BCS. Tais sucessos, fizeram dele, muito merecidamente, um dos mais importantes físicos do século vinte.


John Bardeen
E, vejam só, a despeito de todo esse currículo, Bardeen foi derrotado na arena científica por um jovem físico inglês de 22 anos, chamado Brian Josephson.

Em 1962, Josephson publicou um artigo no qual sugeria que uma corrente supercondutora pode atravessar uma barreira de material normal suficientemente estreita. Bardeen discordou e publicou outro artigo, no mesmo ano, onde afirmava, com todas as letras, que Josephson estava errado.

Era uma luta desigual. De um lado, Bardeen, já com um prêmio Nobel e, após 5 anos do aparecimento da teoria BCS, rei inconteste da supercondutividade. Do outro, um jovem estudante desconhecido, com uma sugestão que parecia ser completamente improvável. O confronto se deu em uma conferência sobre supercondutividade que ocorreu em Londres, em Setembro de 1962. Josephson apresentou sua teoria do tunelamento supercondutor envolvendo pares de elétrons, os chamados "pares de Cooper". A seguir, Bardeen fez sua palestra explicando porque os pares não podiam atravessar a barreira entre dois supercondutores.


Brian Josephson
Em arenas normais, seria um massacre. Mas, em ciência, só há um árbitro absoluto: a experiência. A sugestão de Josephson continha fórmulas que podiam ser comprovados, ou não, em laboratório. Logo após a conferência, Phillip Anderson, do Laboratório Bell, observou a corrente supercondutora tunelando uma barreira, exatamente como previsto por Josephson, inclusive com concordância numérica. O artigo de Anderson relatando esses resultados foi publicado em 1963 e Bardeen teve de dar o braço a torcer.

Em 1973, onze anos após ter publicado seu controverso artigo, Brian Josephson ganhou seu prêmio Nobel de Física. Hoje, o chamado "efeito Josephson" é peça importante da área da supercondutividade.

Depois desse retumbante sucesso, o que aconteceu com Josephson? Aparentemente, pirou, como vou relatar na apostila seguinte.


4 - JOSEPHSON - Ganhou a briga com Bardeen, o prêmio Nobel aos 33 anos e depois pirou de vez.

5 - SHOCKLEY - Inventou o transistor e a disgenia. Seu esperma deve estar mofando em alguma geladeira americana.

6 - LATTES - Um brasileiro que poderia ter sido e que não foi. O que será que Bohr achou disso?

7 - HOYLE - Não ganhou por não ser convencional e certinho. Do mesmo modo que Borges.