Volta à página inicial

Pergunta respondida.

Pergunta: É sabido que as moléculas de som podem destruir um corpo sólido. Na bíblia consta no livro de Josué que as muralhas de Jericó foram destruidas após o toque das cornetas. É possível que o mesmo efeito do som em uma taça de cristal possa ter sido o fator que derrubou as muralhas?


Pergunta de: Beto


Resposta 1:

Bom, vamos por partes. O som como estamos careca de saber é uma onda mecânica (necessita de um meio material para se propagar). O que você está tentando falar, são exemplos de um fenômeno chamado RESSONÂNCIA. Mas, o que é ressonância afinal? Como descrito na seção Timtim por Timtin desse fabuloso site (putz, que puxa saquismo, você irá dizer!!!) "Qualquer objeto material tem uma ou mais frequências nas quais "gosta" de vibrar: são as frequências naturais de vibração do objeto. Quando o objeto é "excitado" por algum agente externo em uma de suas frequências naturais dá-se a ressonância: o objeto vibra nessa frequência com amplitude máxima, só limitada pelos inevitáveis amortecimentos." Um exemplo clássico utilizado em sala de aula é o do arcaico diapasão. Se tivermos um diapasão vibrando e aproximarmos esse de outro diapasão que possui a mesma frequência (essa frequência geralmente está gravada no diapasão), este começará a vibrar também! Bom, as muralhas "poderiam" ter sido derrubadas, basta que as cornetas tenham a mesma frequência das muralhas, e que a estrutura das muralhas não resistissem a ressonância, pois, em alguns casos o objeto pode entrar em ressonância mas não ser quebrado. Se ainda você não entendeu, não se desespere, procure nesse mesmo site a seção TinTim por TinTim, lá está descrito um excelente artigo sobre o assunto. (putz, você irá dizer, mais que puxa saquismo, isso de novo eu não agüento!!!) Um forte abraço aqui de Santa Catarina, valeu?

Resposta de: Maicon A. de Souza, Brusque, SC.



Resposta 2:

Oi Beto, Possível é... agora, se as "trombetas" ou "cornetas" são capazes de criar esse tipo de onda sonora... aí a "briga" é outra! = ;) (Até aonde eu sei, aparelhos musicais geram apenas harmônicos esféricos...) Olha, um exemplo "moderno" disso é o do Jumbo que "acabou" de cair no Queens, nos USA (dois meses depois do atentado terrorista). O pessoal tem dito que o que provocou a queda do jumbão foi, basicamente, uma onda sonora. Só que essa é um pouco diferente de ondas musicais ou de ondas da praia... o nome dessa onda é "Sóliton"! Ela se parece com um degrau que viaja no tempo! Então, ao invés de ser um "coisinha tão bonitinha" do tipo seno, coseno... é um bloco, quadradão, que viaja no tempo! No caso do jumbo, muito provavelmente (segundo os técnicos ;) foi uma onda desse tipo que destruiu o avião. No caso de copos de cristal o efeito é um pouco diferente: ondas sonoras acabam entrando em resonância com a frequência característica do cristal. Agora, nada impede que vc tenha os dois fenômenos: Um sóliton sendo gerado por uma corneta e ondas sonoras que vão resonar com a frequência do muro sendo geradas por cornetas! = :-))) Isso certamente derrubaria a parede! E, com certeza, só Deus mesmo pra fazer: (1) um sóliton ser gerado num instrumento musical e (2) ondas sonoras entrarem em resonância com uma parede! = ;)

Resposta de: Daniel Doro Ferrante - Brown University - USA



Resposta 3:

Olá Beto! A resposta para sua pergunta é SIM! Esse tal efeito é conhecido como ressonância. Qualquer fonte sonora produz no ar vibrações que estimulam oscilação em corpos situados nas proximidades. Quando a freqüência da fonte coincide com a freqüência natural de oscilação do corpo, a amplitude de oscilação desta atinge valores elevados, pois a fonte progressivamente cede energia ao corpo. Este é o fenômeno conhecido como ressonância. Um exemplo de ressonância é a quebra de uma taça de cristal quando um violino nas proximidades, é tocado com freqüência igual à freqüência de oscilaçção das moléculas da taça. No caso das cornetas, o que aconteceu foi isso! O som por elas produzido tinha a mesma frequência de vibração das moléculas da muralha, assim provocando sua destruição. Fenômeno parecido aconteceu com a ponte do rio Tacoma, Nos EUA, que ruiu em 1940, quando uma ventania lhe imprimiu impulsos periódicos com frequência igual à frequência natural de vibração da ponte.

Resposta de: Marcella Cantagalli, Academia 2º médio, Juiz de Fora - MG



COMENTÁRIO:

Gostaria de comentar as respostas dadas à pergunta feita por Beto: "É sabido que as moléculas de som podem destruir um corpo sólido. Na bíblia consta no livro de Josué que as muralhas de Jericó foram destruidas após o toque das cornetas. É possível que o mesmo efeito do som em uma taça de cristal possa ter sido o fator que derrubou as muralhas?".
Em todas as respotas admitiu-se a possibilidade das muralhas terem sido derrubadas por ressonância, embora o Daniel tenha feito ressalvas.
É possível quebrar um copo de cristal com a voz porque o cristal tem uma estrutura bastante cristalina. Dificilmente (eu pagaria para ver) uma pessoa quebraria um copo comum dessa forma, uma vez que um copo comum contém muitas impurezas e irregularidades em sua estrutura.
Agora eu pergunto: a muralha de Jericó possuía uma estrutura tão homogênea a ponto de ter a mesma freqüência de ressonância em toda a sua extensão?

Comentário de: Eduardo Frozza, UFPR, Curitiba - PR.



COMENTÁRIO DO MODERADOR:

Ao que parece, não é possível quebrar nem um copo de cristal só com a potência da voz humana. Certamente, a história da derrubada das muralhas de Jericó é folclore.



Se quiser comentar essas respostas para elogiar, criticar ou apontar algum engano, use o endereço eletrônico abaixo, citando o número da pergunta ou reproduzindo seu enunciado.