SEARA DA CIÊNCIA


ÓTICA


Imagem Invertida na Retina.


Objetivo

Demonstrar que a imagem dos objetos que vemos fica invertida na retina de nossos olhos.


Descrição

Faça um furo fino no fundo de uma caixinha de filme 35 mm. Coloque um alfinete preso a uns 5 mm da parte aberta de modo que a cabeça do alfinete fique na linha do furo. Encostando a caixa no olho a luz que entra pelo furo projeta uma sombra do alfinete sobre a retina. Essa sombra não é invertida. Exatamente porisso nós a vemos INVERTIDA. Para demonstrar que a sombra não é invertida podemos encostar a caixinha em uma lente convergente e projetar a sombra sobre um papel.


Análise

A lente de nosso olho, chamada de cristalino, é convergente. As imagens que essa lente forma sobre a retina são invertidas em relação aos objetos vistos. O cérebro se encarrega de fazer a interpretação normal dessa imagem e não percebemos a inversão. Portanto, se uma imagem não invertida se formar sobre a retina o cérebro vai interpretá-la como invertida. É o que acontece com a sombra do alfinete.


Material

Caixinha de filme de 35 mm (opaca).
Alfinete longo.
Lente convergente.


Dicas

Essa experiência pode ser incluida entre várias outras que ilustram nossa percepção dos objetos. Leia nossa seção Tintim por Tintim sobre A ÓTICA DA VISÃO.