( Parte da capa do "Diálogo sobre os Sistemas do Mundo", de Galileu Galilei, 1632. ) SEARA DA CIÊNCIA

O ACELERÔMETRO


Hoje em dia, os celulares ditos "inteligentes" e os "tabletes" estão na moda. Uma das características dessas maquininhas que mais chamam a atenção é o ajuste automático da disposição na tela de acordo com a orientação do aparelho.

Como é que isso é feito? Como é que o celular sabe se está na horizontal ou não?

O responsável por esse curioso milagre tecnológico é um pequeno dispositivo preso ao interior do aparelho: o acelerômetro.

Como o nome já entrega, esse dispositivo "sente" e mede a aceleração. Mas, isso não diz tudo e há muito a ser aprendido em uma descrição do funcionamento de um acelerômetro. Como veremos nas páginas seguintes, para entender melhor o acelerômetro precisamos aprender um pouco sobre alguns materiais que exibem propriedades elétricas bem interessantes. E, no processo, vamos até mesmo dar uma definição de aceleração que nem todo estudante de Física reconhece.


Tipos mais comuns de acelerômetros.

Materiais piezoelétricos.

Usos comuns dos acelerômetros.

Um passeio sobre a noção de aceleração.